Como criar newsletters eficientes

Publicado em 05/03/2016 às 10h00

Newsletters tem a capacidade de aumentar a fidelidade de seus clientes e ainda possibilita a divulgação de novidades da sua empresa e fazer ofertas de produtos/serviços.

Porém, criar uma newsletter não é tarefa tão fácil, pois a estratégia que tem o objetivo de melhorar o relacionamento entre Empresa e Cliente, se mal desenvolvida pode não agradar o cliente e piorar a imagem da sua marca com seus clientes. Por isto a Lemonlab vai dar algumas dicas para sua empresa criar newsletters eficientes. Vamos lá:

Cabeçalho - o cabeçalho tem o objetivo de convencer o leitor que o conteúdo da newsletter é relevante e útil. Utilize as poucas palavras do título e, se possível, uma imagem para resumir o tema e conteúdo abordado da newsletter.

Conteúdo - antes de todos os outros elementos da peça, o mais importante de uma newsletter é o conteúdo. Desenvolva um conteúdo interessante e relevante para os seus clientes, pois a sua ação não terá retorno se o assunto for irrelevante para seus clientes. Utilize sempre temas ligados aos seus negócios, mas de forma que seja útil para seu público.

Seja claro - mesmo produzindo conteúdo para seus clientes, cuidado para não "encher linguiça" e ficar rodeando muito os assuntos abordados. Para uma newsletter, quanto menor ela for, melhor. Então produza somente o conteúdo necessário e, caso necessite completar o conteúdo, disponibilize um link para o blog da sua empresa para as pessoas clicarem e continuarem lendo sobre o assunto.

Design - o design também é parte imprescindível de uma newsletter, e não somente por deixar a peça chamativa e bonita. Por tratar-se de uma peça que carrega mais textos que outras peças publicitárias, o design tem o papel de distribuir o conteúdo de forma harmoniosa, facilitar a leitura do conteúdo e fazer também que a navegação pela peça seja intuitiva, levando o leitor ao objetivo da newsletter, seja criar um cadastro, compra, etc.

Call To Action - call to action, ou CTA, significa “chamada para ação”. São links ou funções de uma página que levam os usuários a realizar ações, como um botão de “Compre Já!”, “Cadastre-se!”, “Leia mais!”. Na sua peça, o call to action deve ficar claro para o seu público e tem que estimulá-lo à tomar a ação.

Gostou da nossa dica? Então clique e continue lendo nosso blog!

voltar para Blog

show fwR center|left tsN fwB normalcase|left show fwB fsN normalcase|bnull||image-wrap|news fwB tsN fwR tsY c05 b02ns bsd|fwR uppercase fsN c05|uppercase c10 b02ns bsd|login news fsN uppercase c05|tsN fwR uppercase fsN c05|b01 bsd c05 uppercase|content-inner||